post-title portfolio-title Volume 13 / Janeiro – Março 2014 2017-12-19 15:23:15 no no

Volume 13 / Janeiro – Março 2014

Revista SPR 2014

O envolvimento ocular na AR geralmente ocorre em pacientes com doença de longa duração, deformidades, presença de nódulos reumatoides, vasculite, fator reumatoide positivo em altos títulos e antipeptídio cíclico citrulinado positivo. Nem sempre existe relação entre a atividade articular e a inflamação ocular. Entre as doenças reumáticas, é a principal causa de esclerite e lesão na periferia da córnea. As manifestações oftalmológicas mais frequentes da artrite reumatoide são: ceratoconjuntivite seca (30%), episclerite (6%), esclerite (6%), esclerite nodular, esclerite necrotizante, escleromalácia perfurante (endarterite obliterante dos vasos da esclera), lesão na periferia da córnea e nódulos reumatoides episclerais. A esclerite necrotizante e a lesão ulcerativa na periferia da córnea, quando presentes, refletem envolvimento sistêmico grave e, se não tratadas com imunossupressores, associam-se a elevado índice de mortalidade.