post-title portfolio-title Volume 11 / Julho – Setembro 2012 2017-12-19 15:21:50 no no

Volume 11 / Julho – Setembro 2012

Revista SPR 2012

A vasculite livedoide (VL) é uma afecção cutânea vascular trombótica rara(1) . Caracteriza-se por sua cronicidade. Pode permanecer por alguns anos ou perpetuar-se com surtos e remissões(2) . Foi descrita inicialmente em 1929 por Milian, que a denominou atrofia branca de Milian(3) . O autor associou a doença à sífilis – fato que hoje pode ser compreendido devido à presença de VDRL falso-positivo em alguns pacientes com VL associada a anticorpos antifosfolípides. Em 1967, Bard e Winkelman descreveram a doença como a afecção atualmente conhecida como vasculite livedoide(4) . Tal enfermidade acomete principalmente as vênulas pós-capilares com vasculite cutânea que se manifesta principalmente por púrpura palpável. A doença recebe inúmeros sinônimos na literatura, entre os quais podemos citar: vasculite com hialinização segmentar(5) , atrofia branca, livedo reticular com ulcera- ção sazonal(6) e Purple (painful purpuric ulcers with reticular pattern of the lower extremites) (7) . A variedade de sinônimos encontrados na literatura pode prejudicar a pesquisa científica sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *